Um espaço para compartilhar ideias, momentos, informações, carinhos e emoções!!


terça-feira, 25 de julho de 2017

BC Uma imagem - 140 caracteres: Fidelidade e segurança.




Uma linda imagem! A cumplicidade entre as pessoas e seus animais de estimação é algo comovente. Já tive alguns cães e nenhum deles de pequeno porte tal qual o da imagem e a sensação de estar com eles confere segurança e foi no que pensei para fazer a minha participação atrasadinha.

Fique aqui ao meu lado, amigo! Contigo por perto me sinto seguro, sei que por mais que a noite chegue não deixarás mal algum me acontecer.

Vamos verificar as demais participações? Basta acessar os blogs da SILVANA e da MARI.

BC SEMENTES DIÁRIAS: A natureza da fraqueza.




Fraqueza física, fraqueza emocional, fraqueza de virtudes. Há muitas possibilidades para o uso da palavra “fraqueza”, mas todos os usos nos levam a pensar na ausência de algo seja falta de forças físicas, seja de controle emocional, seja de caráter. Dependendo da natureza da fraqueza pode ser recuperável.

A natureza da fraqueza determina sua recuperação.

 Vamos fazer uma visitinha ao blog da CHICA? Lá podemos conferir as demais participações.

BC RAIO - X: Há coisas perenes e há coisas mutáveis.





Estão aí 3 perguntas da BC Raio X que dão o que pensar.
Os 5 anos passados proposto na BC podem ser considerados nas 3 perguntas pois mudamos com as circunstâncias, com o tempo e muito do que acreditamos pode com a maturidade transformarem-se em dúvidas ou mesmo em negação.



 1-   É possível distinguir, sem sombra de dúvida, o que é bom e o que é mau?

2-    O que te chateava a 5 anos atrás e que ainda o chateia?

3-    Uma qualidade indispensável às pessoas.

 Respondo  às pergunta e depois de postar passo nos blogs da SILVANA e no blog do TONINHO para conferir as demais respostas, vem comigo!


1.  1 - É possível distinguir sem sombra de dúvida o certo e o errado? Noção de certo e errado creio que todos nós temos, porém com o tempo aprendemos a ser mais condescendentes e passamos a tolerar e conviver com coisas que antes reprovávamos;
2.   2 - O que te chateava a 5 anos atrás e que ainda o chateia? Uma das coisas que não só me chateava há 5 anos, mas sempre me chateou, foi a mentira. Não me é difícil suspeitar de uma mentira e quando me deparo com ela ou ao menos suspeito de que esteja acontecendo, fico muito chateada. Pior, minha “educação” não me permite acusar que percebo, logo, chateação multiplicada.
3.  3 - Uma qualidade indispensável às pessoas – em função da minha intolerância à mentira, a qualidade que aprecio nas pessoas é a franqueza, a sinceridade, a lealdade, a transparência nas atitudes e nas palavras.

terça-feira, 18 de julho de 2017

BC - RAIO X : Saudade dos tempos de outrora.





As três perguntas de hoje remetem ao passado e para quem está na faixa dos setenta, como eu, o passado é rico em lembranças e saudades. É certo que a nostalgia vai bater assim como lembranças boas e outras nem tão boas. Vamos às minhas saudades:

Saudades de um brinquedo – não lembrei de um objeto em particular mas de uma brincadeira que, era comum às meninas da minha época, veio à minha mente tão forte que cheguei a sentir o cheirinho da fuligem do fogãozinho feito no chão com tijolos e uma lata como chapa. Ali cozinhávamos, minhas amigas e eu, um arroz com batatinhas – uma paçoca deliciosa, kkkk.

Saudades de um local -  a brincadeira que citei acima era feita num pátio enorme, de uma casa de frente de material, próxima ao quartel onde meu pai servia, sob laranjeiras, bergamoteiras e outras frutíferas que compunham o pomar de casa. As panelinhas de alumínio pretejavam à medida que a fuligem ia tomando conta;

Saudades de uma fase da vida – uma fase, entre tantas, essa mais recente, coisa de uns 15 anos atrás, que deixou muita saudade foi a de quando tínhamos pai e mãe vivos – Seu Pedroso e Dona Reasilvia - em cuja casa aconchegante e de pátio com árvores nativas do Brasil, (meu pai fazia questão de que assim fosse), onde toda a família encontrava-se aos domingos. Criançada brincando e adultos mateando à sombra das árvores até quase o anoitecer. Saudade de uma fase boa mas que dói muito!! 

Cumprido o desafio vamos aos blogs da SILVANA e do TONINHO.
 

sábado, 15 de julho de 2017

BC Sementes diárias: uma palavra dada, uma frase formada: preciso.




Preciso, preciso de você aqui, diz uma música,  outra diz: é preciso saber viver, saber viver, saber viver e por aí vai.
Mas e a frase de sete palavras? Poderia usar a preguiça que vem me acometendo para usar a palavra “preciso”.
Preciso voltar ao hábito da leitura urgentemente.
Ou ainda, a que fala da preguiça de fazer exercícios físicos, essa maior do que a primeira.
Vou usar uma frase que serve para ambos os casos:

É preciso deixar a preguiça de lado.

Vamos ver do que mais precisam os participantes da BC? Basta clicar AQUI.